A fabricante de papel finlandesa Stora Enso assinou acordo para vender sua fatia de 80 por cento na fabrica de papéis para revistas de Arapoti, no Paraná, à produtora chilena Papeles Bio Bio, conforme comunicado divulgado nesta quinta-feira. "O valor pelo desinvestimento nas ações é de aproximadamente 21 milhões de euros, sujeito a ajustes", informou. A fábrica é a única produtora de papel de revista revestido na América do Sul, com a maior parte da produção vendida ao mercado brasileiro e o restante a países da América Latina. Com o negócio, a Stora Enso informou que terá sua dívida líquida reduzida em cerca de 18 milhões de euros. "O desinvestimento apoia a transformação da Stora Enso em uma empresa em crescimento de materiais renováveis". 

O negócio será submetido à aprovação de reguladores e deve ser concluído durante o primeiro trimestre de 2016, disse a Stora Enso em comunicado. A empresa estimou que terá suas vendas reduzidas em cerca de 100 milhões de euros, com base em números de 2015. A fábrica tem capacidade de produção anual de 185 mil toneladas de papel de revista revestido e tem 320 funcionários. Os 20 por cento restantes no projeto são detidos pela chilena Arauco.
Reações:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

 
Top